Lidl contribuiu com mais de 2,5 mil milhões de euros, fruto da actividade apenas na região Norte do país, em 5 anos

De acordo com o Estudo de Impacto Socio-Económico realizado pela consultora KPMG, pioneiro no setor do retalho nacional, o Lidl Portugal, de 2014 a 2018, contribuiu de forma muito significativa para a região Norte do país, tanto na criação de riqueza como na geração de emprego, com taxas médias de crescimento anuais de 9% e 10%, respetivamente.

19.07.2019 12:00:00 | Sintra

Loja Lidl Maia Vermoim

Depois de recentemente ter anunciado que, nos últimos 5 anos, gerou mais de 9 mil milhões de euros para o país e contribuiu para a criação de 46 mil postos de trabalho a nível nacional, o Lidl dá a conhecer agora a sua contribuição exclusivamente para a região Norte do país.

 

Realizado pela consultora KPMG, o Estudo do Impacto Socio-Económico do Lidl em Portugal, um estudo pioneiro no setor do retalho no nosso país, revela que, entre os anos 2014 e 2018, a empresa gerou de forma direta, indireta e induzida, mais de 2,5 mil milhões de euros fruto da actividade na região norte do país. Este estudo foi desenvolvido utilizando a metodologia Input-Output.

 

Só no ano passado o Lidl teve um contributo de mais de 630 milhões de euros para a riqueza resultante da actividade nesta região, quando em 2017 tinha contribuído com mais de 530 milhões. Como se constata, este efeito na geração de riqueza na região Norte tem vindo a apresentar um desempenho crescente, com um aumento médio de 9% ao ano, desde 2014. Em 2018, por cada euro gasto pelo Lidl para dinamizar a atividade na região Norte, foram gerados 1,76€ na economia portuguesa.

 

Para além do contributo para a economia,  até 2018, a atividade da empresa contribuiu também para a geração do valor acumulado de cerca de 14.000 postos de trabalho, diretos e indiretos, no norte representativos de 30% do emprego criado pelo Lidl em território nacional. Nos últimos 4 anos, esta geração de emprego, de forma direta e indireta, representou cerca de 1.460 empregos gerados em média anualmente, a um ritmo de crescimento médio anual de 10%. Em 2018, por cada posto de trabalho gerado pelo Lidl na região Norte, foram gerados adicionalmente 6,1 novos empregos.

 

Os resultados deste estudo refletem o compromisso do Lidl com o país e o investimento crescente que a empresa tem vindo a fazer na região Norte. Para além da expansão e da renovação da sua rede de lojas, o Lidl arrancou no inico de 2019 com a construção de um novo entreposto na Zona Industrial da Ermida, em Santo Tirso, representativo de um investimento de 70 milhões de euros, com conclusão prevista para 2020, que aproveitará 100% dos recursos humanos do atual entreposto a Norte, devido à sua localização próxima. Este contará com uma automatização de parte do armazém, o que aumentará a capacidade de armazenagem para um mesmo espaço considerado para o efeito e permitirá aumentar o número de lojas a serem fornecidas (possibilidade de abastecimento a mais de 100 lojas).

 

Os colaboradores são uma das prioridades da empresa, para os quais o retalhista tem vindo a desenvolver um conjunto de medidas que privilegiam a sua valorização, apostando também na criação de condições de trabalho de excelência. O anúncio, em dezembro último, do aumento do seu ordenado mínimo para os 670€, é disso espelho, 12% acima do ordenado definido pelo Governo para 2019, assim como o facto de todos os colaboradores terem um contrato de trabalho sem termo.

 

Para Hélder Rocha, Diretor Geral do Lidl Portugal para a região Norte, “ os valores resultantes deste estudo materializam um trabalho consistente que tem vindo a ser desenvolvido ao longo dos últimos cinco anos em Portugal, com destaque no Norte do país. É com orgulho que os apresentamos e vemos refletido o nosso esforço como uma mais valia para sociedade e economia em que nos inserimos. Prometemos e continuaremos a trabalhar em “Mais para Si”, não só nos nossos artigos de qualidade ao melhor preço, mas também no resultado das nossas ações junto dos portugueses e parceiros”.

 

Em 2019 o Lidl, na região Norte, apostou  também em novos serviços para uma experiência de compra mais rápida e conveniente, como o serviço de frango assado, sempre pronto a levar – um produto tipicamente português e número um na categoria take away em Portugal - e as máquinas de sumo de laranja natural, já disponíveis em algumas das suas lojas das 77 lojas a Norte do país (Viana do Castelo : 6 lojas; Braga: 16 lojas; Porto: 40 lojas; Vila Real: 3 lojas ; Bragança: 3 lojas ; Aveiro: 8 lojas e Viseu: 1 loja, considerando uma divisão distrital).

Contactos

Departamento de Comunicação Corporativa
press@lidl.pt

Categorias

Institucional

Anexos

Press kits (1)
  • Lidl contribuiu com mais de 2,5 mil milhões de euros, fruto da actividade apenas na região Norte do país, em 5 anos

    Sintra, 19.07.2019 12:00:00

    Presskit Documentos (2) Presskit Imagens (1)
    download

Ver mais